Dicas e Novidades

Primeiro apartamento - como comprar

Dicas para escolher o primeiro apartamento do jeito certo

Compartilhe

Comprar um imóvel é o sonho da maioria das pessoas. A casa própria, com certeza, é um dos objetivos mais importantes, seja de um casal ou de uma pessoa sozinha.

Dar esse primeiro passo rumo a uma vida nova é algo bastante esperado e também preocupante. Todos querem encontrar o imóvel perfeito, que atenda às suas expectativas e necessidades, caiba no orçamento e ao mesmo tempo ofereça uma boa estrutura e esteja bem localizado.

Muitas pessoas também compram imóveis com o intuito de investir em locação, a fim de obter uma renda extra no mês. Independentemente da finalidade da sua aquisição, a escolha do imóvel certo é fundamental.

Por ser o bem mais valioso em que podemos investir, realmente essa escolha deve ser muito bem planejada para que não haja arrependimentos e problemas no futuro.

É necessário controlar o impulso para conseguir identificar as melhores oportunidades de negócio. Como as escolhas necessárias para comprar o primeiro imóvel são muitas, vamos ajudá-lo com algumas dicas. Confira:

 

Defina suas necessidades

Antes de começar a procurar um imóvel numa construtora ou imobiliária, você e as pessoas que irão morar junto precisam definir com clareza as suas necessidades em relação ao imóvel.

Se for um casal: pretende ter filhos em breve? Caso a resposta seja sim, o ideal já é pensar num apartamento de dois dormitórios, por exemplo. Isso irá proporcionar mais conforto para a família.

Caso você seja sozinho(a), é possível economizar espaço e dinheiro, adquirindo imóvel de um dormitório ou até mesmo uma kitnet, por exemplo. Agora, se a sua família já está grande e necessita de mais espaço, um apartamento de três dormitórios é ideal.

Outro aspecto importante relaciona-se a veículos. Se você não tem um veículo, pode procurar apartamento com garagem, por exemplo (o que diminui o preço de compra e de condomínio). Porém, se tem um ou mais veículos, vai ser necessário achar imóvel com vagas suficientes na garagem.

Além disso, as necessidades cotidianas também influenciam nessa escolha. Se você já tem filho e precisa morar próximo a uma escola, esse item deve ser observado. Em caso de necessidade de transporte público, opte por apartamento próximo ao metrô e a pontos de ônibus, por exemplo. Se quer estar perto do trabalho, faça buscas ao redor dele.

Essas, entre outras observações, funcionam como uma espécie de filtro para as buscas, facilitando assim a sua vida e a do corretor de imóveis!

 

Situação financeira

Uma das primeiras perguntas que um corretor de imóveis ou uma construtora fazem para os clientes é: quanto tem disponível em dinheiro e o modo de pagamento mais viável. Não adianta nada procurar um imóvel que esteja além do seu orçamento destinado à compra ou aquele em que não se aceita financiamento,se essa for a sua condição.

Por isso, elenque com clareza qual é a sua realidade financeira para esse investimento. Quanto tem disponível para a entrada? Quanto pode pagar em parcelas por mês? Em quantos anos pretende quitá-lo? Ou até mesmo se pode pagar à vista. É preciso considerar também o valor do condomínio para saber se, junto com as parcelas do imóvel, não extrapolará seu orçamento.

 

Imóvel novo ou usado?

Depois de definir esses dois pontos, está na hora de optar por um imóvel novo ou usado. Se você precisa de um apartamento com certa urgência, um imóvel usado pode ser a melhor opção. Afinal, eles possuem um procedimento mais rápido para compra.

Mas se está se planejando e ainda tem tempo hábil para escolher, opte por procurar apartamento na planta. Você consegue um valor menor e garante um imóvel mais moderno e com mais opções de lazer.

 

Analise alguns itens importantes

Se você optou por um apartamento usado, é preciso atentar-se para o acabamento – infiltrações, rachaduras, vazamentos, entre outros problemas que aparecem com o tempo.

Analise também o entorno do prédio para saber se é barulhento (há muitos bares, pontos de balada e outros comércios movimentados). Repare se existem comércios e serviços básicos na região, como padarias, farmácias, escolas, supermercados, hospitais, postos de saúde, entre outros.

Outro ponto importante é a valorização da região. Você pode investir em imóvel em local ainda pouco valorizado pelo mercado, mas pode dobrar ou triplicar de valor com os anos. Isso depende de vários fatores, como economia, comércio. Assim, se quiser trocar de imóvel, você conseguirá vendê-lo por um bom preço, lucrando consideravelmente.

Além disso, procure pesquisar o índice de criminalidade no bairro e na região onde está buscando um apartamento. Em sites de prefeituras e do governo estadual é possível ter acesso a esses dados.

Quando for visitar o imóvel, se este for usado, observe também a vizinhança e o que o condomínio tem a oferecer, como lazer e segurança, por exemplo. Se você tem filhos, um edifício com playground e piscina pode ser uma boa escolha para a família. Atente-se também em se informar se o prédio aceita moradores com animais.

 

Observe o Sol

Um dos detalhes na hora de escolher um apartamento, que nem sempre é levado em consideração, é o da posição do Sol. Imóveis virados para o Leste recebem o Sol pela manhã. Para o Oeste, os raios incidem à tarde. Já ao o Norte, eles se mantém o dia inteiro. No sul, por fim, não o recebem. Se você preza pela criação de plantas, por exemplo, evite imóveis virados para o Sul.

Para levar isso à risca, também deve ser observado se existem prédios ao redor e o andar do apartamento. Não adianta comprar um imóvel iluminado e voltado para o local certo, se existem edifícios altos ao redor dele, que impedem a passagem da luz solar.

Está em busca de um imóvel para comprar? Possuímos diversas opções de acordo com as suas necessidades. Cadastre-se aí embaixo para receber dicas e novidades!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *